Qual é a importância da Arquitetura de Informação para o bom desempenho do negócio?

Um trecho de uma entrevista que dei para o blog Break Digital, do Grupo RBS.

Break Digital – Que benefícios uma arquitetura de informação bem construída pode trazer para o desempenho de um site?

Uma vez que um site é feito de conteúdos (textos, imagens e vídeos, por exemplo), é preciso colocá-los no lugar certo, com sua devida importância. Esse é o papel da boa arquitetura de informação (AI), além de agrupar os conteúdos por afinidades. Imagine uma casa onde as coisas da dispensa ficam no banheiro, e vice-versa. É uma hipótese absurda, porém possível. Sob o ponto de vista da AI é, sobretudo, uma situação inapropriada que dificulta as tarefas do dia a dia. Mudanças nesse sentido trariam ganhos em rapidez e facilidade de memorização dessas tarefas.

Ver o post completo: Foco no usuário: saiba como melhorar arquitetura de informação do seu site.

Foto: Matthew Burpee (Flickr)

Break Digital – Quais são as técnicas utilizadas para hierarquizar conteúdos e definir estruturação de layout?

Uma técnica bem efetiva e fácil de aplicar é o card sorting, que nos permite organizar e rotular conteúdos usando cartões. Ordenados por uma amostra representativa de pessoas, esses cartões nos mostram padrões de organização e hierarquia. Também podemos usar esboços de interfaces (sketcheswireframes, protótipos em papel e etc) que levem em conta o peso dos conteúdos, além de fluxogramas com as principais ações ou tarefas. Qualquer representação visual disso é bem-vinda.

Break Digital – Qual a importância do menu de navegação na home e como torná-lo o mais intuitivo possível?

Como observador da experiência do usuário (UX), vejo que o menu da home – ou menu principal de navegação – nem sempre é usado como imaginamos. Os usuários não necessariamente navegam de maneira linear (e esse menu, em geral, tem essa proposta de ser mais linear). Ao invés disso, vemos os usuários navegando pela busca do site, por links auxiliares em outros lugares do site ou vindo direto de mecanismos de busca, por exemplo.

Nesse contexto, a importância do menu principal – o qual se repete em outras páginas – é a de propor uma visão geral de um site ou aplicação. Ele deve permitir essa navegação total, sobretudo quando o não-linear não funciona ou simplesmente não é desejado.

Para ser mais intuitivo possível, devem ser buscados nomes claros e que de fato representem essa estrutura geral, o que pode ser alcançado com o uso de técnicas citadas antes (card sorting e fluxogramas).

Break Digital – Que sugestões tu darias em relação a nomenclaturas, cores e iconografia?

Associando esses elementos à AI, o que me vem à cabeça é o uso que se pode fazer das cores, ícones e nomes para facilitar a categorização (taxionomia) de conteúdos.

Vou dar um exemplo do mundo físico que pode ser transposto para o digital: imagine uma série de textos escritos à mão sobre os mais diversos assuntos. Depois de um tempo, o volume deles é tão grande que tenho dificuldade de achar algum texto específico. Resolvo organizá-los em pastas de cores diferentes, com os nomes de Textos técnicosTextos criativos e Textos para tradução. Na capa de cada uma das pastas, eu faço um pequeno desenho junto aos nomes, o que me ajuda a lembrar o que tem dentro delas.  Mesmo assim, ainda tenho dificuldades. Então resolvo prender etiquetas com palavras chave em cada um dos textos.

Agora imagine um blog, onde os textos são posts, as pastas são categorias, e as etiquetassão tags. A minha sugestão é a de que o nome de uma categoria deve abranger seu conteúdo sem “abraçar o mundo” (tais como Textos escritos à mão, seguindo no mesmo exemplo). As cores e os ícones, por sua vez, são elementos visuais que facilitam a memorização e a associação de idéias.

Break Digital – No que diz respeito à arquitetura de informação e usabilidade, quais são os erros mais frequentes de websites e que impacto eles têm no resultado final?

Os erros mais frequentes acontecem em sites – e, sobretudo, em aplicações de grande complexidade – onde, por vezes, a hierarquia das páginas não fica clara, prejudicando a navegação. O usuário se sente inseguro quando não sabe onde está ou para onde pode ir.

Outro problema recorrente diz respeito à inconsistência no uso de termos para designar uma área, seção ou categoria (um exemplo simples: uma página com título de Contato que no menu principal é chamada de Fale Conosco).

Deixe uma resposta +

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s