2015-11-20 14.15.24

Las cosas que passan en (y quedan de) un evento como #ISA15

(All photos from pedrobelleza on Instagram)

Todo se mezcló en tres lengua lá última semana. Yo personalmente creo que no hay eso de “hablar correcto”. Lo que hay és buena comunicacion … o no (y alguna comunicacion siempre hay).

Lo que importa, en un evento como Interaction South America (ISA) son las charlas. No solo los keynotes. No solo las charlas professionales o academicas, pero las charlas en los almuerzos, en los happy hours.

La experiencia de sacarse de tu ciudad (se todavia no sois de Córdoba, como es mi caso) es la experiencia de sacarse de tu mundo. Mesmo que sea para percibir que los mundos se parecem. O mismo que sea para percibir, “vivo en un buen mundo”. Algunos ajustes a hacer, pero puedo decir: “estoy en mi lugar, el lugar donde devo (y quiero) estar”.

12256768_535221173310049_615191141_n

One thing for sure: we ARE walking, we are moving. I got my butt out of the seat, I invested some time, money, energy. What for? Did I come here to get my buddies approval? “Ok, Thiago, you now have an ISO 9001 from your colleagues, go on”.

No, I don’t think so. But we have to find our place in the world. Are my problems interesting of talking about? Are my sollutions smart enough? Where I am, in space and time?

É por isso que não aposto todas minhas fichas nas palestras principais. Eu presto boa atenção aos keynotes, mas não espero que vão salvar minha vida ou minha alma.

Eles podem ser mais aspiracionais, estratégicos ou táticos. Precisamos dos três. Hora mais de um, hora mais de outro. Dos três, em algum grau, quase todo tempo. Quem espera um só tipo, geralmente se frustra.

12224064_137763603252686_1533374111_n

Por falar nisso, depois de ver e ouvir os keynotes desse ano, tive a sensação de que foram mais numa linha aspiracional/estratégica. O relato fala a fala deixo para alguém que tenha mais essa veia (como esse post no Ship It!, esse no Blog de AI, esse no UX.Blog ou esse outro no também no UX.Blog ou esse no Ideia de Marketing ou esse aqui no blog do proto.io). A parte mas tática ficou com as charlas do dois primeiros dias, por supuesto. Mas de novo: cada um teve (e ainda tem) que salvar sua alma por conta própria.

Até momentos como os de salas lotadas ou confusões na hora de pagar a conta do restaurante — 20 pessoas numa mesa — nos ensinam algo. Somos capazes, como comunidade, de nos auto-organizar? Por mais que tenha um staff, voluntários, sponsors… o ISA é um evento de comunidade, e esse caráter deve ser preservado, no meu ver. O que não se gosta, critica-se na hora. Tenta-se uma solução em tempo real. Não deu? Paciência.

Isso dito, a organização do ISA 15 foi impecável.

Y en suma, lo que tengo a decir: No es sobre sentarse y ver charlas passivamente. It´s about connecting your knowledge with other people knowledge. É sobre construir um conhecimento que faça sentido para você e para um grupo. Para não perder a oportunidade de usar uma vez mais a nossa palavra mágica: um evento assim é toda uma experiência.

12269736_463645497175820_2112308131_n

 

1 Comment +

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s